Hérnias discais – Tratamento na Medicina Tradicional Chinesa


As hérnias discais, caracterizam-se por um deslocamento de uma porção do disco intervertebral da sua localização normal.

O mecanismo é caracterizado pela compressão do nervo, quando o núcleo polposo (parte interna do disco), se insere através do anel fibroso (parte externa do disco), consequência do seu enfraquecimento ou rompimento.

Tanto pode ser assintomática, como despoletar dores leves, agudas ou até mesmo incapacitantes. Outros sintomas são fraqueza e formigueiro nalguns casos, bem como incapacidade motora. A dor pode irradiar para a coluna, pernas e braços.

Na perspectiva da MTC, existem dois aspectos a ter em conta que podem estar na origem deste quadro: excesso de esforço, ou o processo degenerativo natural. Estes são despoletados por excessos físicos do dia-a-dia, hábitos e estilos de vida. Na Medicina Tradicional Chinesa as síndromes que geralmente estão associadas a esta patologia são :

 

– Deficiência do Rim ;

– Retenção de frio e humidade;

– Estase de Qi e Sangue local .

 

O Tratamento:

A Acupunctura e outras técnicas complementares da medicina tradicional chinesa podem ajudar no retorno do disco da hérnia à posição fisiológica, assim como no alivio dos sintomas e no retardamento do processo degenerativo.

Deste modo, são utilizados pontos específicos de acupunctura, localizados junto e ao longo da área da hérnia, bem como no trajecto do meridiano relacionado, promovendo a circulação de Qi e sangue local.

 

São também usadas outras técnicas complementares de tratamento tais como:

 

Electroestimulação com ou sem agulhas : Usada para obter uma estimulação mais forte na área e em redor. A inibição da dor nos terminais nervosos ocorre através da libertação de endorfinas, pela actuação no sistema nervoso central, através de  frequências reguláveis específicas que são utilizadas de acordo com as necessidades do paciente.

 

Moxabustão: De grande eficácia no tratamento das patologias provocadas por retenção de frio. Tem como efeito o aquecimento da zona, anestesiando os tecidos e dispersando o frio. Promove também a circulação local de Qi e sangue, alterando desta forma, o comportamento metabólico e celular na zona.

 

Ventoso-terapia: Ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo local, ao desobstruir os vasos sanguíneos estagnados. Para além disso, elimina toxinas localmente e em redor da área tratada.

 

Massagem TUINA: Importante para reajustar e fortalecer os tecidos, desobstruir bloqueios de Qi e sangue, local e distalmente, ao longo do meridiano e da área lesada, sendo utilizadas técnicas especificas de acordo com as necessidades do paciente.

 

Fitoterapia: Poderá ter um papel importante na reestruturação da lesão através da prescrição de substâncias para a nutrição e fortalecimento dos tecidos.

 

Qigong: Recomendação de exercícios posturais adaptados a cada caso e ao estilo de vida cada paciente.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.