9 Factores para Queimar Gordura


  1. Dieta apropriada e Exercício físico regular

Estes dois factores são essenciais para uma boa e estável saúde. Faça uma alimentação variada e saudável. Exercite o seu corpo pelo menos 3 vezes por semana. Esta é a base para obter um índice de massa corporal ideal, e manter a gordura à distância.

Não convém comer como se o mundo estiver para acabar e esperar que a gordura corporal colabore. Se tem uma boa alimentação, faz exercício físico regularmente, e mesmo assim não se consegue livrar da gordura corporal, então provavelmente a resposta para si não está no departamento das calorias.

Se por vezes come em demasia, mesmo sabendo que seria melhor não o fazer, o melhor será compreender o porquê. A razão, seja bioquímica ou emocional, irá mudar a sua vida.

 

 

  1. As hormonas do Stress

O corpo humano produz predominantemente duas hormonas de stress: a adrenalina e o cortisol. Sendo o cortisol a nossa hormona do stress crónico.

Historicamente, o cortisol for desenhado para nos salvar a vida quando havia escassez de comida. Assim, mesmo que tenha comida em abundância hoje, o cortisol envia uma mensagem para todas as células do corpo, em como o metabolismo precisa de ser abrandado. Isto para que os armazenamentos de gordura nos mantenha até que haja hipoteticamente comida novamente.

O cortisol aumenta as reservas de gordura na região abdominal, costas e área posterior dos braços.

 

  1. Hormonas sexuais

As hormonas sexuais femininas mais significativas são o estrogénio e a progesterona. Tendo também a testosterona o seu papel. O equilíbrio destas hormonas pode influenciar o armazenamento ou metabolização de gordura.

O estrogénio armazena gordura. Pelo contrário, a progesterona é essencial para acedermos à gordura e a queimarmos. Outra da funções da progesterona é o poderoso efeito anti-ansiedade.

 

  1. O Fígado

Depois da pele, o Fígado é o maior órgão do nosso corpo. Uma das suas funções principais é a da desintoxicação. Este é um processo em que o Fígado decide se uma substância é processada, ou reabsorvida.

O Fígado tem de processar substâncias que consumimos, como álcool, cafeína e gorduras trans. Mas também o que absorvemos pela pele. Para além disso, também tem de metabolizar substâncias naturalmente produzidas pelo corpo, como o colesterol e as hormonas sexuais.

A capacidade de desintoxicação do Fígado, depende da “carga de trabalho” a que é submetido. Se for em excesso, o processamento é feito de modo lento. Como o trânsito em hora de ponta. Isso cria impacto sobre o equilíbrio hormonal e o modo como nos sentimos.

Assim, potenciar a função hepática pode impactar a sua vida para melhor e conduzir à perda de gordura de modo eficiente.

 

  1. A Tiroide

A glândula Tiroide, situada na área da garganta, tem um importante papel no metabolismo e na regulação da temperatura corporal. Se a Tiroide estiver com actividade diminuída, pode conduzir ao ganho de peso. No caso de existir uma disfunção, é bom compreender o porquê, para poder agir no sentido da sua correcção.

 

  1. Insulina

O Pâncreas também é uma glândula cuja hormona produzida, a insulina, leva à alteração do peso corporal. É produzida quando os níveis de glucose aumentam. Isto pode acontecer pelo consumo de carbohidratos, cafeína e/ou adrenalina (stress).

A insulina é responsável pelo armazenamento de gordura. Porém nas situações em que há excesso de produção da mesma é que é problemática. Isto pode dificultar o processo de emagrecimento e ser uma chave para a sua situação pessoal.

 

  1. Flora intestinal

Estudos recentes descobriram dois grupos distintos de bactérias intestinais. Estas podem influenciar a perda ou acúmulo de peso corporal. Os referidos grupos são: Bacteroidetes e Firmicutes.

As pessoas com mais Bacteroidetes no Intestino Grosso tendem a queimar gordura mais facilmente. Já as que têm mais Firmicutes têm maior propensão a armazenar gordura. Duas pessoas que comam o mesmo número de calorias, a que tem mais Firmicutes será como se tivesse comido mais.

Tratar da saúde intestinal tem um impacto real sobre a química e metabolismo das gorduras.

  1. Alcalinidade

Este factor refere-se ao pH do sangue. Tudo o que comemos e bebemos tem efeito sobre o pH do sangue.

No que respeita à gordura corporal, podemos visualizar o seguinte: quando as células do corpo estão expostas a um ambiente ácido, para se protegerem irão isolar-se. Como? Com uma camada gorda à sua volta. Quando se sentem novamente seguras, libertam esta camada lipídica. Logo, precisamos de ter uma alimentação mais alcalina, para que o corpo responda nesse sentido.

Uma dieta rica em vegetais é uma boa forma. Aportando ao corpo as enzimas, vitaminas, minerais, fitonutrientes, e alcalinidade de que necessita.

 

  1. Emoções

O ser humano armazena gordura quando não se sente seguro. Porém este conceito é muito variável de pessoa para pessoa.

É de maior importância ir à raíz da questão emocional. O relaxamento e atitude consciente são chaves essenciais.

 

Na Sampad podemos ajudá-lo. A partir da compreensão dos seus hábitos alimentares, emocionais e de vida. Estabelecemos o plano alimentar e de fitoterapia necessários para o restabelecimento das normais funções digestivas, bem como do Fígado, Intestino e órgãos envolvidos.

Por outro lado, asseguramos o tratamento do Stress, ansiedade. Assegurando um ambiente ideal para um corpo fit e uma mente saudável.

Se tiver questões, estamos ao dispor. Contacte-nos.

 

 

Bibliografia:

Weaver, Dr Libby – The Calorie Fallacy, Stop Dieting Start Nourishing; Little Green Fron Publishing Ltd

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *